De acordo com o Guia PMBOK® (Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos), projeto é um conjunto de atividades temporárias, realizadas em grupo, destinadas a produzir um produto, serviço ou resultado únicos. É temporário, com início e fim definidos no tempo e tem escopo e recursos bem definidos. O projeto não trata de uma operação de rotina, pois tem como meta atingir um objetivo em particular. O Gerenciamento de Projetos, portanto, é a aplicação de conhecimentos, habilidades e técnicas para execução de projetos de forma efetiva e eficaz. Ele sempre foi praticado informalmente, mas começou a emergir como uma profissão distinta em meados do século XX.
O ciclo de vida do projeto é a série de fases pelas quais um projeto passa, do início à conclusão. Ele fornece a estrutura básica para o gerenciamento do projeto. Esta estrutura básica se aplica independentemente do trabalho do projeto específico envolvido. Desde sua primeira versão, o guia traz o ciclo de vida preditivo, também chamado de cascata. Nesse ciclo, o escopo, o prazo e o custo do projeto são determinados nas fases iniciais do ciclo de vida. Todo o trabalho constante no guia foi alicerçado de acordo com esse ciclo. As versões mais recentes do guia trazem os ciclos de vida adaptavivos, mas o guia ainda apresenta poucas informações sobre como o trabalho pode ser realizado. A 6ª edição do PMBOK traz as seguintes definições dos ciclos de vida existentes:

Em um ciclo de vida preditivo, o escopo, prazo e custo do projeto são determinados nas fases iniciais do ciclo de vida. Quaisquer alterações ao escopo são cuidadosamente gerenciadas. Os ciclos de vida preditivos são também chamados de ciclos de vida em cascata.

Em um ciclo de vida iterativo, o escopo do projeto geralmente é determinado no início do ciclo de vida do projeto, mas as estimativas de prazo e custos são normalmente modificadas à medida que a equipe do projeto compreende melhor o produto. As iterações desenvolvem o produto por meio de uma série de ciclos repetidos, enquanto os incrementos acrescentam sucessivamente à funcionalidade do produto.

Em um ciclo de vida incremental, a entrega é produzida por meio de uma série de iterações que sucessivamente adicionam funcionalidade em um prazo predeterminado. A entrega contém a capacidade necessária e suficiente para ser considerada completa somente após a iteração final.

Os ciclos de vida adaptativos são ágeis, iterativos ou incrementais. O escopo detalhado é definido e aprovado antes do início de uma iteração.Os ciclos de vida adaptativos são também chamados ágeis ou de ciclos de vida orientados a mudanças. Consulte o Apêndice X3.

Um ciclo de vida híbrido é uma combinação de um ciclo de vida adaptativo e um preditivo. Os elementos do projeto que sejam conhecidos ou que tenham requisitos estabelecidos seguem um ciclo de vida de desenvolvimento preditivo, e os elementos que ainda estiverem em evolução seguem um ciclo de vida de desenvolvimento adaptativo. Esses dois últimos ciclos(Adaptativo e Híbrido), que apresentam a gestão de projetos sob a perspetiva ágil, foram incluídos 6ª edição de seu guia PMBok¬.


Segundo a versão do Pulse of Professional de 2017, liberada pelo PMI, Organizações como Teradyne e Michelin estão se esforçando para se concentrar mais na agilidade. “O primeiro e principal desafio que está tentando integrar o ágil à nossa estrutura de gerenciamento de projetos existente ”, disse Kevin Giebel, gerente de engenharia, Teradyne, que se depara com questões de eficiência do projeto. Quando solicitado para projetos para ser entregue mais cedo e por menos dinheiro, a organização montou uma série de projetos-piloto com gerentes de projetos que implementaram abordagens ágeis em organizações anteriores. A equipe de Teradyne avaliará o processo e determinará quão ágil se encaixa com o restante da estrutura de gerenciamento de projetos da organização.
A Michelin está desenvolvendo uma abordagem ágil para projeto, programa e portfólio gestão também. Os gerentes de projeto da organização, juntamente com uma orientação comitê e patrocinador do projeto, selecione a melhor abordagem para cada projeto juntos.
“Acreditamos que a agilidade também pode ser usada de várias maneiras – em tudo que faça ”, disse o Sr. Husser. “De fato, o mundo está mudando muito rapidamente ao nosso redor, então tanto que não podemos mais ter projetos de dois a cinco anos entregar, porque, durante esse período, os requisitos iniciais foram alterados. ”

%d blogueiros gostam disto: